segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A luta dos animes


Well, well... Como podem notar, já fazem mais de duas semanas que postei algo, mas acreditem, foi por motivo de força maior ^^"

Nesse post decidi fazer um desabafo sobre animes.

Há uns dias atrás li um comentário pragmático de uma amiga minha, que falava sobre animes...
Ela dizia que animes não faziam seu gênero, e que conhecia DRAGON BALL e SAKURA CARD CAPTORS.

O que ela disse não foi nada demais, mas já ouvi coisas bem piores.
Bom, vamos lá, hoje me senti na necessidade de bancar o advogado dos animes...

Animes geralmente são estereotipados como obras infantis desprovidas de conteúdos profundos, em que os protagonistas geralmente se envolvem em lutas inacabáveis, onde a única solução para os problemas parece(sempre) ser a mesma: sair no braço. Como eu disse acima, isso é um estereótipo e, portanto, não deve prevalecer, embora esse seja o paradigma que os japoneses encontraram desde o surgimento de HOKUTO NO KEN, Shônen de pancadaria lançado em 83 e que tem grande popularidade no Japão há quase 30 anos.

Mas é aí que eu te pergunto:

Você aceita o mesmo que a massa? Tudo que passa na Tv aberta é bom(em tese deveria ser...)?
O que mais te atrai? Comédia, romance, aventura, luta, drama, sacanagem?
Qual tema mais te agrada? Escolar, Medieval, Futurista, artes marciais, paranormal, militar?
O que você acha que dá um "tcham" na obra? Homens/Mulheres bonitos/as, sangue e tripas voando, protagonistas dark, Robôs(ou Mechas), bichinhos fofinhos(kawaii)?

Como pode perceber, a gama de possibilidades é enorme pra que os animes sejam estigmatizados de formas tão pejorativas, como se costuma ouvir por aí, ainda mais se você restringir a apenas um gênero, o que é uma grande bobagem, já que no Japão eles recebem até uma categoria direcionada para cada público-alvo a que se destina. Exemplo: Shônen(meninos), Shôjo(meninas), Josei(mulheres), Kodomo(para crianças) e por aí vai...
Para esclarecer, os animes que a minha amiga citou estão nas categorias Shônen(Dragon Ball) e Shôjo(Sakura Card Captors).

Agradeço Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco, YuYu HAKUSHO, sakura Card Captors, Magic Knight Rayearth e tantos outros que passaram aqui por essas bandas, pois escancararam as portas para a cultura nipônica e fez com que o povo ocidental abrisse os olhos para um outro universo de entretenimento e animação de ponta.

1/1000 dos verdadeiros animes que realmente valem a pena assistir, sequer chegaram a passar em canais abertos, pois estes negligenciam quase quem em sua totalidade os amantes de histórias profundas ou, pelo menos, bem contadas, pois prezam pelo rápido e fácil, sem falar no lucro vendendo uma tralha aqui e ali(bonecos, acessórios, camisetas, DVDs e etc...).
Eles pouco importam sobre que raio de anime passe, contanto que se converta em ibope nas manhãs de programas infantis matutinos ou em quinquilharias.

Sabe quando você se senta em frente à uma TV e vai trocando de canais(aberto ou não) e só vê o mesmo de sempre e se pergunta se não há algo melhor pra assistir? Pois é, com os animes acontece o mesmo, mas é uma pequena parcela que realmente quer entender o que é anime; a grande maioria fica no achismo e ainda arruma tempo pra criticar os fãs com as seguintes alegações que considero absurdas. Abaixo algumas delas:

•Animes são violentos e possuem temas sexuais.
Tsc tsc. E por que diabos Brasil Urgente e as novelas das 8 ainda estão no ar, e quanto aos enlatados americanos que passam à luz do dia? E o pior, as ações são reais, e não animadas. Seu filho assiste? Por que você deixa?

• Animes são infantis.
Já procurou assistir algo que na sua concepção não seja infantil? Sua concepção se formou assim assistindo quais animes?

• Quem curte anime é retardado(coloque outra palavra aqui se quiser) e são pessoas que perdem grande senso da realidade.
Anime é a única forma de entretenimento que gera fãs maníacos? Animes não fazem nada, as pessoas sim. Os animes podem até sugerir algo, mas quem faz a ação é o indivíduo. São apenas os animes que sugerem coisas? os filmes, seriados não podem fazer o mesmo?
Conheço mulheres que traíram seus maridos assistindo exemplos vistos em novelas...

• Conheci fulano que não estudava, não trabalhava, só pra assistir anime.
Além da minha resposta ser parecida com a resposta de cima, também não gosto do "fulano" que faz isso; suja ainda mais a reputação dos animes, e pior, por alguém que não cuida do seu futuro...
Me poupe! os pais que cuidem desse mala. Se a pessoa é relaxada, ela vai ser assim pelo resto da vida, com ou sem animes!

Grande parte de muita dessa ladainha veio dos Yankees, que se viram em uma maré de azar desde que houve a invasão da cultura japonesa na terrinha deles, e um pouquinho mais aqui pro sul.
Se você reparar bem, grande parte da parcela do mercado de animação e de HQs, hoje é dominado por produções nipônicas, mostrando que não deixam nada a dever para as produções americanas que, aliás, estão em baixa já faz muito tempo, tanto em técnica, quanto em cativação junto ao público(Bob esponja chega perto de Naruto?). A animação americana é uma sombra do que já foi no passado(mais especificamente nos anos 80 e início dos anos 90)
Aposto minha meia da sorte, que esses boatos sobre animes começaram a ser espalhados por lá.

Ironicamente, Osamu Tezuka, criador do mangá moderno, se baseou nos traços da Disney, ou seja, os próprios americanos contibuíram na concepção da "criatura". Ummm... se bem que Walt Disney era espanhol...

Falando em Disney... Por que muitos aceitam suas animações infantilóides, mas quando vêem um anime dizem que ele é infantil? Animação 3D deixa o conteúdo de uma obra menos infantil?A propósito, se quer assistir alguma animação 3D de ponta, assista Final fantasy: Advent children, essa sim é uma animação 3D que vale a pena, e faz o que a Disney não fez até hoje: Fazer uma modelagem de humanos à beira da perfeição.
Bom, mas deixa isso pra outro post...

O Brasil é um grande exportador de novelas, mundialmente conhecidas(até no Japão!). Isso sem falar nos jogadores de futebol. Por que não permitir que o Japão também exporte o que ele tem de melhor?

Se não tivesse algo pra fazer mais tarde, estenderia essa discussão humanista por mais algumas várias linhas, mas acho que já consegui passar o recado.

Resumindo:

• Animes não são infantis, pois não se restringe a um único gênero.
• Animes não são apenas os que passam na TV aberta ou fechada, procure algo "não-TV", de preferência, assistindo Ergo Proxy, Neon Genesis Evangelion ou Great Teacher Onizuka(GTO)
• Animes não transformam pessoas, só sugere(como várias outras coisas em mídias diversas)
• Os fãs de animes não são diferente de fãs de qualquer outra coisa.
• Ser "fã de anime" não é sinônimo pra idiota.

Agora, sobre mim:

• Só pra constar, animes não fazem grande parte da minha vida, só escrevi o post, pois queria abrir mais a mente de quem vê animes como uma espécie de subcultura.
• Muitos de meus projetos futuros não envolvem animes, pra falar a verdade nenhum deles.
• Não vivo e respiro animes, gosto de várias outras coisas também.
• O que me atrai em animes e mangás são: as histórias têm um fim, diferente das HQs e animações americanas; os protagonistas geram uma empatia muito grande no público; os temas são mais diversos que as Hqs americanas.

Bom, era isso...

Obrigado pela paciência e até a próxima! ;)

Dedico esse post para Karoline e Iomar, dois amigos que têm uma certa resistência a animes. Dedico pro Evaldo também, que não tem nada a haver com o post, mas tive o prazer de conversar com ele ontem hehehehe(desculpe se eu não entendi algo, Evaldo, a ligação estava ruim! Mesmo assim foi um prazer ^^)

Papo furado: Apesar de eu ter usado Naruto como referência de sucesso, não gosto dele.E não, não tenho uma meia da sorte e também não sou xenófobo no que diz respeito ao povo americano, só acho que eles deveriam se reinventar; pra falar a verdade, isso já está acontecendo, mas quando vou a uma banca e vejo uma capa do homem-aranha onde ele aparece junto com o Barack Obama, chego a perder as esperanças.. xD
Note que não incluí as Hqs européias nos exemplos, pois não há nada o que falar delas, a qualidade é suprema.
A garota da imagem é Reiko Mikami, uma sexy exorcista de fantasmas, protagonista do anime Ghost Sweeper Mikami, outro anime desconhecido, até mesmo por fãs de animes. ^^
Eu gosto de HOKUTO NO KEN, mesmo que essa série feda testosterona no início, porém, ela fica muito legal depois que o personagem REI entra em cena :D
Não gosto de fazer posts desse tipo, quando a gente expõe a nossa verdade, acaba ficando com pinta de antipático. Acho que é por isso que enjoei do Jorge Kajuru, o cara é muito punk nos seus comentários, Tomara que eu não vire um Kajuru também ^^".
Não que eu aceite as coisas como são, e sim porque certas coisas não têm solução mesmo, então não tem porque debater.
Às vezes me sinto meio cansado pelo mundo ter se tornado um lugar tão complicado e assustador pra se viver; coitado do Godzilla, nem assusta mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário